O que vai ser quando Crescer?

quarta-feira, 30 de julho de 2008


É fato que crianças são muito imaginativas e pensam que a vida é uma extensão dos desenhos que assistem ou quadrinhos que lêem e isso é salutar.
Não raro ouvíamos a molecada responder a famosa pergunta "O que quer ser quando crescer?" com respostas do tipo "astronauta" "policial" "bombeiro" ou alguma variante dessas profissões que nos atribuem coragem, força ou abuso de poder. Isso é salutar, afinal de contas ninguém sonha em ser o perdedor da turma, ou o mendigo do bairro e torcer pra não ser queimado vivo na calada da noite. Tá certo quando era menino nunca ouvi nenhuma criança dizendo que queria ser político, mas isso era culpa dos pais que ensinavam ao filhos que egoísmo é errado e não deveríamos pensar só em nós mesmo. Mesmo isso seria salutar.
O problema, e o esquema todo acima pode caracterizar um problema, é´quando a resposta para essa pergunta clássica nada mais é que "Chefe da Máfia".
Por que uma criança de por volta de 10 anos iria querer se "Chefe da Máfia"?
De fato eu não me lembro mas era o que dizia quando me perguntavam isso.
Bem, não era tão diferente assim das outras já que essa "profissão" também exigia sua doze de coragem, força e abuso de poder, principalmente abuso de poder. E para uma criança é muito interessante se imaginar no papel de um fodão qualquer, roupa de couro, olhar de mau, montado em sua Caloi azul pra fazer uma cobrança:

-Bom Juninho, você tá devendo 3 edições do Homem-aranha e uma edição de luxo do Batman e sabe de uma coisa? Ninguém fica devendo a máfia.
-É... eu sei Don Sarge, eu juro que amanhã vou pedir uma mesada adiantada pra minha mãe ai então...
-Tudo bem, até amanhã, mas como garantia vamos ficar com um pedaço disso.
-Não, não, por favor, não quebrem o braço do meu Comando em Ação. Nâaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaoooooooooooo!!

Interessante disso tudo era que, a despeito da minha imaginação, eu não tinha um bom currículo para meu futuro cargo.
Com dez anos eu era um bom aluno, raramente me metia em brigas e nunca tinha sido enquadrado por policiais corruptos loucos pra implantarem um flagrante em mim. Naquele ponto da minha vida tudo parecia tão distante.
Os anos se passaram e nunca me engajei em nenhum grupo de desajustados, apesar de meu currículo ter melhorado bastante, isso foi bom pra mostrar à minha mães que um ano de psicólogo foi totalmente desnecessário.
Fico me perguntando o que as crianças de hoje almejam? Talvez o cargo de policial, bombeiro, astronauta ou mesmo mafioso tenha evoluído pra cargos como banqueiro, dono da Microsoft, Homem-bomba(para os tarados que ainda acreditam em virgens) ou ditador em um país qualquer. Não sei.
O fato é que os tempos mudam e com ele nossas cabeças e sonhos, mas eu vos digo um segredo: ainda tenho muito da minha coleção de quadrinhos e adoro minha jaqueta de couro.

Até.

6 comentários:

Gilgomex™ disse...

"-Tudo bem, até amanhã, mas como garantia vamos ficar com um pedaço disso.
-Não, não, por favor, não quebrem o braço do meu Comando em Ação. Nâaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaoooooooooooo!!"

heueeuheuheueheuheuheuheuehue... very good, very good...

Eu queria ser detetive... Nã rolou.

carla m. disse...

Márcio querido... desde criança imaginando!

eu queria ser espiã, algo como James Bond de saias. veja, eu não queria ser uma Bond girl, eu queria ser a versão feminina do Bond, ou uma Mata Hari talvez...

minha mãe dizia que era por que eu tinha vocação pra bisbilhoteira, que é um passo pra ser fofoqueira, rsrsrsrsrs.

hoje me contento com filmes, seriados enlatados e Agatha Christie.

beijocas!!!

Gilgomex™ disse...

Selo ou não selo...
Hum... Selo. Ganhou um selo lá na Coluna.

Jú Carvalho disse...

Sarge meu querido vc sempre me surpreendendo! Eu não sabia ser ria ou ficava pasma, á eu mais ri.
Muito bom! O seu melhor post - nam inha opinião!
E eu não credito que te mãe te levou ao psicólogo por causa disso hahahahaha, era só vc mandar esconde-la num spa, ou asilo :P
Sobre querer ser político, sinto te descepcionar, mas tenhu um priminho de 3 anos que diz que quer ser presidente do Brasil. Eu acho que ele se sairia melhor que o Lula, ams isso não vem ao caso.
E tirando ele, é as crianças de hj devem disputar isso msm, adorei essa parte rs!

O seu modo de escreer se parecer muito com o de Pedro Neschling viu [e issu é um elogio, duvida? www.bloglog.com.br/pedroneschling]


- Ah e iremos responder o meme, buuut, estamos sem idéias para fazer o post 50, e ele tá atrasadinho =/!

Marcio Sarge disse...

Minha mãe me deixou no psicologo não foi por isso Ju, foi por outros problemas no pré.

Depois eu falo rsrs

Gilgomex™ disse...

não gosto de vir nos blogs dos outros para comentar os meus posts... mas como eu já comentei seu post, e vc ainda não fez um novo (infelizmente), acho que dessa vez passa...

concordo sobre a Ivete, mas tenho quase certeza que esse selo foi criado por uma menina...

e sobre o voto nulo... eu me lembro de quando teve aquele referendo sobre as armas e tals... eu fiz uma campnha fudida no meu flog (na época eu ainda não tinha esse blog) para votarmos em branco... e teve um monte de gente que aderiu...
eles não divulgaram, mas os votos nulos e brancos, venceram o o "sim"...

ou seja... "não" em primeiro e "brancos/nulos" em segundo... uhuuuu... heueheuheuheuheuehue

 
Blog do Sarge - Templates para novo blogger